Plano Estratégico

MISSÃO

Fornecer soluções de telecomunicações seguras e com qualidade para o desenvolvimento nacional e a redução das desigualdades sociais.

VISÃO

Ser referência em tecnologias inovadoras visando o desenvolvimento nacional e a redução das desigualdades sociais, com sustentabilidade.

VALORES

  • Satisfação dos clientes: Os serviços prestados pela empresa devem atender plenamente às expectativas dos clientes e fortalecer os seus laços de confiança com a Telebras;
  • Compromisso com resultados : Buscar atingir e exceder os resultados planejados, de forma a criar valor para os clientes, a empresa e a sociedade;
  • Excelência Empresarial: Empregar práticas de gestão que assegurem os mais altos padrões disponíveis de qualidade e nível de serviço, procurando satisfazer nossos clientes e acionistas;
  • Excelência Tecnológica: Utilizar e estimular o desenvolvimento de tecnologias de alto desempenho, a partir de uma inteligência própria de engenharia;
  • Valorização dos empregados: A Telebras deve proporcionar um ambiente de trabalho seguro e saudável, que reconheça com justiça o desempenho e estimule a iniciativa, a criatividade e o desenvolvimento dos empregados da empresa;
  • Ética: Pautar as relações de trabalho e os relacionamentos empresariais por elevados padrões éticos, colocando a honestidade, a confiabilidade, a transparência e o respeito como marca das decisões e práticas cotidianas da empresa;
  • Responsabilidade Social e Ambiental: Atuar com responsabilidade no sentido de promover o bem comum, avaliando as consequências das suas ações, de forma a evitar riscos e danos às pessoas, à cultura, à sociedade e ao meio ambiente.

Mapa estratégico

O Mapa Estratégico é a representação visual de todas as dimensões da estratégia, compreendida como o conjunto de soluções que dará novo rumo à instituição.

A hierarquização de soluções – que impulsionarão a Telebras nos próximos oito anos em direção ao alcance de metas futuras – compreendeu o estabelecimento de:

  • Objetivos e Desafios: fins específicos a serem alcançados, diretamente relacionados à essência das funções da Telebras e que abrangem os aspectos mais relevantes da sua missão. São passíveis de mensuração por indicadores e possuem metas realistas e viáveis face os recursos disponíveis; e
  • Iniciativas: soluções concretas, ordenadas e priorizadas. Pode ser uma ação, um programa ou um projeto que dará forma e conteúdo a um conjunto de medidas relacionadas, oriundas das análises pré-ativas, pró-ativas e reativas do processo de planejamento.

O PE-TB-2018-2026 foi elaborado com base na ferramenta de proposição e monitoramento Balanced Scorecard – Measures that drive performance – BSC (medidas que impulsionam o desempenho). Esta metodologia consiste na construção de um Mapa, a partir da definição de objetivos estratégicos, e a adoção de um conjunto de indicadores inter-relacionados que permite uma visão integrada da organização fundamentada em quatro perspectivas-chave: (i) econômico-financeira; (ii) mercadológica; (iii) de processos internos; e (iv) de aprendizado e crescimento.

No decorrer do processo de elaboração do Planejamento Estratégico da Telebras e de seu Mapa Estratégico, foram identificados relevantes resultados, que foram identificados como Objetivos Estratégicos.

Não obstante a metodologia aplicada na elaboração do Planejamento Estratégico preveja denominar como Objetivos Estratégicos os elementos extraídos das etapas de construção do Mapa Estratégico, para que equívocos conceituais sejam evitados, estabeleceu-se que Objetivos Estratégicos passassem a ser a denominação do rol de resultados primários a serem alcançados, modificando-se para Desafios Estratégicos a denominação do rol de elementos extraídos das etapas de construção.

O Mapa Estratégico consistiu, portanto, na diagramação dos objetivos e desafios constantes do Plano Estratégico sob suas respectivas perspectivas, com a finalidade de sintetizar e traduzir visualmente a estratégia da organização, visando facilitar a sua compreensão pelo público interno e externo e demonstrar a correlação existente entre os diversos objetivos buscados.

PERSPECTIVAS DE RESULTADO

Perspectiva Mercado e Sociedade: Abrange os Desafios Estratégicos que tratam da estratégia de criação de valor sob a ótica dos públicos de interesse. Seu componente mais importante é a “proposição de valor”, que procura tornar explícito como a organização será reconhecida perante seus clientes, detalhando atributos de valor.

  • Aumentar a venda das soluções disponíveis (2.1): Aumentar as vendas dos produtos disponíveis.
  • Fornecer soluções inovadoras (2.2): Fazer com que a Telebras seja reconhecida pelo caráter inovador de suas soluções ofertadas ao mercado.
  • Aumentar a base de clientes (2.3): Aumentar continuamente a base de clientes.
  • Ser reconhecida pela segurança e qualidade das soluções (2.4): Tornar disponíveis soluções que atendam às dimensões, ou, critérios de qualidade e de segurança demandados pelos seus mercados.

Perspectiva Econômico-Financeira: Abrange os Desafios Estratégicos que tratam dos desafios geralmente associados ao crescimento, à redução de custos, ao aumento de receitas e à gestão dos riscos.

  • Assegurar a autonomia financeira no curto, no médio e no longo prazo (3.1): Tornar a companhia financeiramente independente a partir da geração de recursos próprios.
  • Assegurar receitas com rentabilidade (3.2.): Observar os critérios de qualidade (rentabilidade) das receitas geradas.
  • Ter estrutura de custos competitiva (3.3.): Garantir que a estrutura de custos esteja sempre sob controle tanto para as soluções consideradas commodities como, também, para as diferenciadas.

PERSPECTIVAS INDUTORAS DE RESULTADO

Perspectiva Processos Internos: Abrange os Desafios Estratégicos que tratam dos processos críticos para a entrega de valor.

  • Inovar conjuntamente com os clientes internos e externos (4.1.): Dispor de um processo de inovação (formal e contínuo) que incorpore as competências internas e externas (clientes e parceiros) e renove as fontes de vantagem competitiva da Telebras. Entende-se que as inovações podem ser incrementais e disruptivas e voltadas tanto aos processos internos quanto às soluções oferecidas aos mercados de atuação.
  • Assegurar disponibilidade de infraestrutura em telecomunicações (4.2.): Assegurar, por meio da adoção de novos mecanismos e ferramentas de gestão, a existência de um processo (formal e contínuo) que reúna todas as condições necessárias para tornar disponível a infraestrutura em telecomunicações de modo transparente, seguro e à tempo.
  • Ser eficiente na gestão de terceiros e parceiros (4.3.): Assegurar relações efetivas com terceiros e parceiros a partir de uma gestão responsável acerca de condições, políticas, regras e processos contratuais voltados à efetividade das entregas negociadas. Observar e respeitar as relações ganha-ganha e duradouras entre as partes.
  • Dispor de processos de negócios adequados à estratégia (4.4.): Assegurar processos aderentes aos novos direcionamentos estratégicos. Estes devem ser previamente mapeados e seus desdobramentos analisados com profundidade para torná-los aderentes à estratégia. Desta forma, um processo (formal e contínuo) de gestão de processos deve ser instalado para que os primeiros estejam sempre atualizados e alinhados à estratégia.

Perspectiva Aprendizado e Crescimento: Trata dos ativos intangíveis, o desenvolvimento das competências internas, o clima organizacional, e a prontidão tecnológica da empresa.

  • Dispor das competências técnicas e de gestão demandadas pela Telebras (5.1.): Assegurar que os empregados estejam com as competências adequadas à nova configuração da Telebras, identificando e gerindo perfis profissionais que proporcionem um maior retorno ao negócio, identificando os pontos de excelência e as oportunidades de melhoria, suprindo lacunas e agregando conhecimento.
  • Assegurar a atualização e a integração da Telebras por meio das novas tecnologias de informação e de operação (5.2.): Assegurar o aumento da eficácia e da eficiência da cadeia de valor da Telebras por meio de tecnologias da informação e de operação que otimizem e facilitem os seus processos críticos.
  • Promover a mudança cultural exigida pela estratégia (5.3.):
    Orientada ao Mercado: Assegurar um estreitamento nas relações com o mercado de tal forma que suas necessidades sejam atendidas com entregas de qualidade e, consequentemente, com ampliação da base de clientes.
    Orientada para Resultados: Assegurar que os membros da organização possuam a capacidade de focar em seus objetivos e trabalhar para alcançá-los e em assim sendo, conseguirem, de forma unificada, a concretização dos objetivos dos serviços e que os resultados sejam alcançados conforme o esperado.
    Orientada para a Gestão de Riscos: Assegurar que os membros da empresa saibam lidar com as incertezas contextuais, bem como a definição de ações estratégicas como identificação, administração, condução e prevenção dos riscos.

Solicite uma proposta das nossas soluções em conexão

Veja também

cadeia de valor

A cadeia de valor comunica as principais entregas e reúne os grandes conjuntos de atividades que geram valor para a o cumprimento da missão da Telebras.

IG-SEST

Indicador de Governança desenvolvido pela Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (SEST), do Ministério da Economia.