SGDC é tema de palestra organizada pelo CREA-DF

O Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) da Telebras é sinônimo de conectividade em banda larga e de inclusão digital para milhões de brasileiros. Além disso, viabiliza serviços de telecomunicações seguras que visam a soberania nacional.

 

Ele foi o tema da palestra dada pelo engenheiro da Telebras, Edson Gusella Jr, nesta quinta-feira, 10, a convite do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura do Distrito Federal (CREA-DF) para o Aprimora+, programa semanal de palestras virtuais de aperfeiçoamento profissional sobre temas de engenharia, desenvolvido pelo conselho.

 

Lançado em maio de 2017, o SGDC, é um satélite de alta capacidade classificado como HTS, high throughput satellite. Com ele é possível uma cobertura de 100% do território nacional, com taxas de transmissão de cerca de 10 Mbps, levando acesso principalmente em áreas onde antes a internet era precário ou inexistente. “O satélite chega em áreas de difícil acesso onde não é economicamente viável levar a fibra óptica”, afirmou Gusella.

 

Por meio do SGDC, a Telebras consegue executar o programa Governo Eletrônico Serviço de Atendimento ao Cidadão (Gesac), cujo objetivo é levar conectividade em banda larga via satélite aos brasileiros mais carentes, às comunidades mais distantes em todo o Brasil. A Telebras fechou o mês de agosto de 2020 com quase 13 mil pontos de internet instalados, dos quais mais de 9.500 são escolas, beneficiando 2,6 milhões de alunos.

 

Presente na palestra, o conselheiro da Câmara Especializada de Engenharia Elétrica, Luiz Antônio Ávila, elogiou a infraestrutura elétrica do Centro de Operações Espaciais de Brasília, COPE-P, lembrando que ele recebeu recentemente a certificação Tier IV. Edson Gusella explicou que a certificação atesta nível máximo de sua infraestrutura, com dupla redundância das estruturas de fornecimento de energia elétrica e climatização. O COPE-P e o COPE-S, localizado no Rio de Janeiro, formam a estrutura de suporte, operacionalização e controle do SGDC.

 

Ao operacionalizar a banda Ka do seu satélite, a Telebras, empresa de telecomunicações do governo brasileiro, tem orgulho de fazer parte deste Programa que leva inclusão digital e social até os brasileiros mais carentes de bens que são indispensáveis hoje em dia: conectividade e informação.

 

 

ASCOM

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Relacionados