Seja bem vindo ao site da Telebras

Pular para o conteúdo principal
Você esta em: Conteúdo Principal

‘Missão Saúde Marajó’ inicia atendimento médico, odontológico e multivacinação na comunidade de Aramaquiri/PA

A expedição com cerca de 200 profissionais voluntários de saúde, educação e de pesquisa iniciou nessa segunda-feira, 1º, na localidade de Aramaquiri, as operações de cinco dias da ‘Missão Saúde Marajó’ para atendimento médico e socioeducacional ao longo do Rio Canaticu, que abrange 23 comunidades do município de Curralinho, na Ilha de Marajó, no Pará. O objetivo é atender 2 mil ribeirinhos até o dia 5 de novembro.

 

A ‘Missão saúde Marajó’, que tem a cantora Fafá de Belém como embaixadora, é uma iniciativa da Pro Natura Internacional, em parceria com a agência Volunteer Vacations, a organização Anjos Digitais, secretaria municipal de Saúde de Curralinho, escola Ponta Alegre, Telecentro CQC, Uxmed e Telebras, dentre outros parceiros. A Missão também vai promover a capacitação de líderes locais e reforço de formação para os agentes de saúde que atuam na região, sob as orientações do Dr. Luiz Vilanova, médico também pelos Médicos sem Fronteira, com inúmeras experiências e missões ao redor do mundo.

 

Enquanto um grupo de dentistas se dedica à avaliação e tratamento da saúde bucal, 13 médicos voluntários ocuparam a Unidade Básica de Saúde Fluvial (UDSF) e a escola municipal Miguel Magalhães Nogueira para atendimento ginecológico, oftalmológico, oncológico e psiquiátrico da população do local. Uma farmácia foi destacada para fornecimento gratuito de medicamentos indicados pelos profissionais de saúde.

 

Profissionais de enfermagem estão atuando na imunização de crianças e adolescentes com a aplicação de vacinas contra diversas enfermidades, e aplicando nos adultos imunizantes contra a Covid-19.

 

Um terminal transportável de comunicação satelital da Telebras (T3SAT) está disponível a todos os envolvidos na operação para acesso à internet com alta qualidade e velocidade, por meio do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), e tem permitido aos profissionais de saúde se comunicar com bases médicas de outras regiões para troca de informações sobre prognósticos médicos e aquisição eventual de medicamentos que não se encontram em estoque na farmácia local.

 

Ação na Saúde

 

Com base num levantamento feito pela secretaria municipal de Saúde, foi traçado um perfil epidemiológico da região e, com isso, foram identificados os principais eixos de necessidades para atuação dos voluntários no decorrer da Missão entre 1º e 5 de novembro. São eles:

 

  • Falta de acesso a água potável, como consequência temos um elevado número de doenças diarreicas;
  • Doença de chagas;
  • Diabetes;
  • Hipertensão;
  • Saúde da Mulher e gravidez precoce;
  • Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs);
  • Saúde Mental; e
  • Saúde dos Olhos.

 

UXMed, empresa parceira do projeto focada na promoção do uso de novas tecnologias no setor da saúde, participou ativamente na construção de questionários que permitirão desenvolver uma pesquisa que identifique novos formatos e mecanismos para facilitar o acesso à saúde em regiões remotas e vulneráveis. Também participou do desenvolvimento de um programa de rádio, chamado de “Pílulas de Saúde”, conduzido pela artista paraense Fafá de Belém, que abordará temas relevantes relacionados ao autocuidado. Esses programas serão transmitidos na principal rádio da região de Curralinho.

 

Nos cinco dias de Missão, os atendimentos médicos serão previamente agendados e ocorrerão em escolas públicas municipais, das 8h às 17h. O cronograma de atendimento será o seguinte:

Data Localidade Escola Municipal
1º de novembro Aramaquiri Manuel Magalhães Nogueira
2 de novembro Massaranduba Massaranduba, em Vila Jerusalém
3 de novembro Calheira Feliciana Peres Duarte
4 de novembro Ponta Alegre Ponta Alegre

5 de novembro

Ponta Alegre

Ponta Alegre

 

Ação na Educação

A secretaria municipal de Educação de Curralinho vem apoiando a realização das ações de orientação socioeducativa e de ações preventivas, visando a ampliação do conhecimento e de cuidados pessoais. Essa parte da Missão envolve o concurso “O que eu amo em minha vida no Marajó”, voltado para os alunos das escolas públicas municipais participantes. Serão premiados, em cada escola, os três melhores trabalhos de fotografia, desenho e poesia.

 

UBS Fluvial

O Pro Natura destaca que um dos fatores de diferenciação desta Missão, é a lógica entre Atendimento e Educação, acreditando que não há economia sem saúde e não há saúde sem educação. Nesse sentido, foi estabelecida a estratégia de um esquema misto de atendimentos, onde metade será realizada dentro da Unidade Básica de Saúde Fluvial (UBSF) que fará parte da Missão, e a outra metade dentro das escolas públicas municipais, tornando o próprio corpo docente igualmente protagonista desta operação.

 

O porquê da escolha de Curralinho

O Pro Natura vem atuando na região de Curralinho desde 2013, com o objetivo de fomentar o desenvolvimento económico dos povos ribeirinhos de forma sustentável.

 

Para o Pro Natura, Marajó é uma das regiões mais belas da região amazônica, com uma cultura e identidade únicas. Contudo, vive grandes desafios que criam obstáculos ao seu crescimento socioeconômico, apresentando diversas oportunidades para o desenvolvimento sustentável de suas atividades produtivas, que são baseadas principalmente na exploração de recursos naturais.

 

Dentre os desafios, se encontram os serviços básicos como Saúde, Educação, Infraestrutura e Segurança, que, segundo a organização, necessitam de atenção muito especial na região. Permanecem abaixo da média nacional os índices de mortalidade infantil, número de médicos, leitos hospitalares, violência urbana e capacidade de escoamento da produção, o que ainda remete o Marajó em lugar preocupante em termos de IDH.

 

Apesar da vulnerabilidade existente, trata-se de uma região rica em recursos naturais, nomeadamente o açaí, que representa uma das principais fontes de receita para a população local e cujo potencial de exploração e preservação da floresta ainda pode ser substancialmente melhorado.

 

Ao longo dos anos, o Pro Natura, num formato de atuação colaborativo, conseguiu a obtenção de bons resultados nos três eixos de atuação: Econômico, com a fundação da cooperativa Sementes do Marajó; Educação, com a fundação do Telecentro CQC e o Festival de Amostras Culturais para o fortalecimento da identidade produtiva do local.

 

Fotos: Cleiton Soares

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Relacionados