Seja bem vindo ao site da Telebras

Pular para o conteúdo principal
Você esta em: Conteúdo Principal

MCom assina acordos de Cooperação Técnica com o Sebrae e a Fundação Banco do Brasil para ampliar acesso à internet pelo programa Wi-Fi Brasil

O ministério das Comunicações (MCom) formalizou na tarde desta terça, 14, os acordos de Cooperação Técnica (ACTs) com a Fundação Banco do Brasil e com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para ampliar o alcance do programa Wi-Fi Brasil, principal ação do Governo Federal, objetivando fomentar a inclusão digital e garantir o acesso da população à internet. A Diretoria Executiva da Telebras esteve presente na solenidade, que ocorreu na sede do Bando do Brasil, em Brasília (DF).

 

Segundo o presidente do Banco do Brasil, Fausto Ribeiro, serão instalados nessa fase do programa 1.200 pontos, que vão levar banda larga gratuita e de alta velocidade por meio do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações (SGDC), dentro do programa Wi-Fi Brasil, que conta com a parceria da Telebras.

 

Entre as ações das parcerias, além da conexão à internet, no ACT com a Fundação BB estão previstas iniciativas de educação que buscam preparar a comunidade escolar para sua inserção na cultura digital – com o fornecimento de conteúdos educacionais a serem disponibilizados na plataforma Wi-Fi Brasil. No ACT com o Sebrae, foram pensadas ações que buscam potencializar a inovação no setor público, visando conectar os principais laboratórios existentes nas instituições com as pautas, soluções e práticas dos pequenos negócios.

 

“Temos 40 milhões de brasileiros sem internet. Hoje, este é um serviço essencial para estudar, falar com seus parentes, amigos, estar ciente das notícias”, acentua o ministro das Comunicações, Fábio Faria. A parceria firmada entre MCom, Banco do Brasil e Sebrae, segundo o ministro, tem o potencial da transformação porque combina o ensino para as crianças e a capacitação para os pais, abrindo uma série de novas oportunidades para quem não tem. “Quando chegamos em uma comunidade e colocamos a antena, a partir daquele momento as pessoas daquele lugar têm acesso ilimitado e gratuito à internet para o resto da vida”, aponta.

 

Para o presidente do Banco do Brasil, a efetivação da parceria permitirá às pessoas a conexão com tudo o que a internet disponibiliza, desde a prestação de serviços online oferecidos pelo governo até soluções financeiras que facilitem seu dia a dia. “Com a adesão de parceiros como a Fundação BB e o Sebrae ao Wi-Fi Brasil, estamos abrindo novos horizontes para a vida de milhões de brasileiros, que passam a ter acesso a mais fontes de conhecimento, formas e conteúdo de educação e interação com o mundo”, explica Fausto Ribeiro. “Estamos nos aproximando de nossos futuros clientes, promovendo a inclusão digital para quem não tinha possibilidade de acesso e valorizando a transformação social das pessoas”.

 

Desenvolvimento 

 

Para a presidente da Fundação BB, Eveline Veloso Susin, a cooperação tem como propósito unir esforços dos programas Wi-Fi Brasil (do MCom) e Educação para o Futuro (da Fundação BB). A intenção é proporcionar inclusão digital de pessoas em situação de vulnerabilidade social e ofertar capacitação – que contribua para o desenvolvimento de competências e saberes – para que sejam protagonistas de suas vidas. “Estamos oferecendo oportunidades às pessoas de buscarem uma transformação social em suas vidas, promovendo a educação para o futuro, a cidadania e a geração de trabalho e renda”, argumenta Eveline.

 

Na avaliação do Sebrae, o projeto irá impactar diretamente os pequenos negócios, ampliando as oportunidades e o conhecimento. “Estamos juntos com o desafio de levar a internet e a comunicação para os mais distantes locais do país. Esse é um projeto que tem muita sinergia com o Sebrae e com a nossa metodologia, que acelera digitalmente a micro e pequena empresa”, explica Carlos Melles, presidente do Sebrae.

 

Três mil cidades 

 

Em agosto, o MCom superou a marca de 14 mil pontos de acesso à internet entregues pelo Wi-Fi Brasil, por meio do SGDC, beneficiando quase 9 milhões de pessoas em 3 mil municípios, atendendo 11 mil escolas públicas urbanas e rurais, 475 aldeias indígenas, mais de 300 unidades de segurança, 1 mil postos de saúde. Nas localidades onde o programa já funciona, a inclusão digital e social assegura a conexão gratuita e de alta velocidade para quem mais precisa. Do total, 79% dos pontos estão nas regiões Norte e Nordeste.

Com a Assessoria de Comunicação do MCom.

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Relacionados