Seja bem vindo ao site da Telebras

Pular para o conteúdo principal
Você esta em: Conteúdo Principal

‘Estamos preparando a Telebras do futuro’, diz Jarbas Valente na comemoração de 49 anos da empresa

Por meio de uma reunião virtual com os colaboradores, a diretoria executiva da Telebras comemorou os 49 anos de fundação da empresa nessa terça-feira, 9. O presidente Jarbas Valente afirmou que chegou o momento de novos desafios, como o da ampliação da infraestrutura de rede para a empresa estar preparada no atendimento a eventual intenção do Governo Federal de incluir a Telebras na rede privativa de Estado.

 

“Já atuamos fortemente na segurança da comunicação da Administração Pública Federal de forma compartilhada com as Forças Armadas em nível de segurança nacional, inclusive no atendimento às forças de segurança pública federal. É o momento de a Telebras prosperar, se tornar uma empresa ainda mais forte. Estamos preparando a Telebras do futuro”, completou.

 

Jarbas Valente expressou gratidão aos clientes, parceiros de negócios, aos membros dos conselhos de Administração e Fiscal, ao ministério das Comunicações (MCom), aos colaboradores e demais públicos que têm contribuído significativamente para a empresa vir alcançando os avanços no atendimento aos órgãos do Governo Federal, aos provedores de internet, sobretudo no interior do país, e no cumprimento das políticas públicas demandadas pelo MCom.

 

A mensagem da ministra interina das Comunicações, Estella Dantas, ao aniversário da Telebras mereceu destaque pelo presidente durante a solenidade de comemoração. Nela, Estella Dantas destacou a parceria da empresa nos programas do ministério, especialmente no programa Wi-Fi Brasil. “Temos levado conectividade para comunidades carentes, que ficam, às vezes, no meio do nada, sem até telefonia celular, e a Telebras consegue levar conectividade via satélite, de alta velocidade, trazendo essas pessoas para um mundo que não conheciam. Quero agradecer a todos da Telebras por essa determinação de fazer o Brasil se conectar”, disse ela.

 

O secretário de Radiodifusão do MCom e presidente substituto do conselho de Administração da Telebras, Maximiliano Martinhão, enfatizou a história vitoriosa da empresa ao longo desses anos: “é importante ressaltar o papel que a empresa tem representado no Brasil. Trago também o abraço a todos do ministro Fábio Faria, que não pôde estar presente devido a uma viagem internacional”.

 

Artur Coimbra, secretário interino de Telecomunicações e membro do conselho de Administração, destacou:  a Telebras é uma empresa de 49 anos de idade que se reinventou e permanece sendo extremamente relevante para que as telecomunicações do Brasil cheguem a todas as pessoas, em todo o nosso território. Agora não mais com telefonia, mas com banda larga. Parabéns à empresa e a todos os seus funcionários”.

 

Representando o conselho Fiscal da Telebras, a secretária-executiva Adjunta do MCom, Flávia Duarte, parabenizou a todos pelos 49 anos de uma empresa tão importante para o Brasil. “Temos tantos programas juntos, numa parceria que só traz resultados positivos para toda a sociedade. Parabenizo toda a equipe de profissionais, e acredito que a Telebras trará sempre resultados cada vez mais positivos ao país”, completou.

 

Desafios motivadores

 

Na cadeira de quem atua por mais de 40 anos no setor de telecomunicações, com participação ativa na construção da história e na superação de vários dos desafios impostos à Telebras em sua trajetória, Jarbas Valente aponta que a própria criação do Sistema Telebras, em 1972, para montar o sistema nacional de comunicação de voz e integração das operadoras de telefonia (teles) estaduais, foi um desafio extraordinário. Quatro anos depois, disse ele, foi decidido que o Brasil precisava ter geração de tecnologia própria e de inovação para o desenvolvimento do país e foi criado o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Telebras (CPqD), que sempre respondeu com excelência e pioneirismo, e hoje, com status de fundação, é considerado o maior centro de pesquisa e desenvolvimento tecnológico da América Latina.

 

Outros grandes desafios recentes apontados por ele foram o lançamento do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) e a construção das melhores e mais modernas infraestruturas de telecomunicações no Brasil. “Fizemos isso mirando a Telebras do futuro, e esse futuro chegou”, acrescentou.

 

Missões nobres

 

Membro do conselho de Administração da Telebras, Hélio Graciosa entrou para o quadro da Telebras em 1973, um ano após sua criação, se transferindo para o CPqD logo no seu lançamento, em 1976, com a missão de contribuir para a criação de um programa de desenvolvimento tecnológico inédito no país. Lá permaneceu até 2015, se tornando um dos principais responsáveis pelo avanço na geração de inovação tecnológica para o setor de telecomunicações brasileiro.

 

Mesmo no CPqD, Graciosa, ao longo dos anos, continuou contribuindo para o desenvolvimento da Telebras que, para ele, teve duas missões nobres no passado: organizar o setor de telecomunicações e promover o desenvolvimento do país.

 

Segundo ele, a reativação da empresa, em 2010, também se deu por uma causa muito nobre: implementar o Programa Nacional de Banda Larga (PNBL). Enalteceu o trabalho dos colaboradores e da diretoria executiva, e acrescentou:

 

“De lá para cá, a Telebras vem desenvolvendo missões de extrema relevância. Com o SGDC, vem conectando todos os rincões do Brasil, em especial as escolas. A educação hoje não se pauta apenas na atividade do professor em sala de aula. Os alunos precisam estar conectados para ter acesso a essa montanha de informações disponíveis. E a Telebras tem proporcionado exatamente isso, e espero que possa desenvolver essa nobre causa também na telemedicina”.

 

Apesar de estar apenas há três meses à frente da diretoria Administrativo-Financeiro, Maxwell Vieira, demonstrou estar totalmente integrado ao corpo funcional, ao negócio da empresa e ao setor de telecomunicações. Frisou a satisfação de fazer parte dessa data especial de 49 anos da empresa e foi além:

 

“A criação da Telebras é um dos marcos mais importantes do Brasil de quem, hoje, é responsável por levar conectividade aos mais vulneráveis em todo o país. É uma experiência para mim muito marcante conhecer o setor de telecomunicações e parabenizo todos os funcionários pelo avanço que a Telebras vem conquistando. Podem contar comigo para levarmos a Telebras ao lugar de destaque que ela merece”.

 

O diretor Técnico-Operacional, Luis Fernando de Freitas equiparou a Telebras a um “camaleão” para se referir ao alinhamento da empresa às perspectivas de futuro, tanto técnica como operacionalmente, mas sem perder o foco em levar adiante as políticas públicas. Enfatizou que já em sua ativação, em 2010, o chamado ‘efeito Telebras’ gerou, de imediato, significativa baixa de preços no mercado de internet nacional.

 

“Tenho orgulho de estar nesta empresa, em atuar no projeto de segurança das redes privativas de Estado e nos estudos sobre a segurança das redes que balizaram o processo de licitação do 5G”, disse ele.

 

O diretor Comercial, Marcos Bafutto, demonstrou a satisfação em retornar à Telebras, onde fez carreira entre 1983 e 2005. “É muito significativo poder retomar minhas atividades aqui com essa nobre missão, que é cumprir as políticas públicas, inclusive através da conectividade que levamos aos provedores de internet no interior do Brasil. Estamos prontos para os novos desafios e fazer as coisas acontecerem com criatividade, união e construção de parcerias”, afirmou.

 

Esse mesmo espírito de união e adesão foi demonstrado pelo diretor de Governança, José Maria Meirelles, que ressaltou: “é importante a gente sempre se reinventar. Vamos fortes, com a colaboração de todos, para essa nova missão que temos para o país”.

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Relacionados