Seja bem vindo ao site da Telebras

Pular para o conteúdo principal
Você esta em: Conteúdo Principal

Telebras assina Ajuste de Acordo de Cooperação Técnica com Ministério da Defesa

Iniciativa visa organizar a expansão das atividades do SGDC e de projetos correlatos envolvendo as duas instituições

 

A Telebras assinou nesta segunda-feira, 22, juntamente com o Ministério da Defesa, o terceiro Ajuste Específico do Acordo de Cooperação Técnica nº 01/2014. Trata-se de uma iniciativa que visa organizar a expansão do projeto do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) e de outras iniciativas correlatas envolvendo as necessidades das ações satelitais nas duas instituições.

 

O documento foi assinado pelo presidente Jarbas Valente, pelo diretor Técnico-Operacional, Luis Fernando de Freitas e pelo presidente da Comissão de Coordenação e Implantação de Sistemas Espaciais (CCISE), Brigadeiro Rodrigo Alvim de Oliveira, que estava acompanhado do Capitão de Fragata, Alex Ribeiro Franco, também da CCISE. O ajuste traz diretrizes para instalação de novos sistemas e utilização dos recursos existentes, inclusive espaços, nas áreas do Centro de Operações Espaciais (COPE-P e COPE-S), em Brasília (DF) e no Rio de Janeiro (RJ). O documento também leva em conta o uso da capacidade que cada entidade vai utilizar nesses novos projetos nas atividades do satélite.

 

“A ideia é termos um crescimento organizado das áreas designadas ao SGDC e dos projetos ligados a essa atividade”, explica o coordenador do Acordo na Telebras, Sebastião Neto, gerente de Engenharia e Operações de Satélites. Para ele, esses ajustem demonstram a sinergia e a harmonia entre a empresa e o Ministério da Defesa na execução dos projetos satelitais de interesse comum.

 

Sobre o acordo

 

O Acordo de Cooperação Técnica assinado em 2014 tem validade de 15 anos, podendo ser prorrogado enquanto houver interesse entre as partes. Os ajustes específicos são detalhes técnicos identificados mediante as necessidades no decorrer das atividades e têm o objetivo de dar cumprimento ao acordo inicial.

 

Esses ajustes não possuem periodicidade definida e são tratados no âmbito de um Grupo de Trabalho formado pela área técnica da Telebras, incluindo a gerência Jurídica e a equipe do Ministério da Defesa.

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Relacionados