Seja bem vindo ao site da Telebras

Pular para o conteúdo principal
Você esta em: Conteúdo Principal

Ministro Fábio Faria visita o Centro de Operações Espaciais da Telebras e destaca importância do SGDC para o Wi-Fi Brasil

Dentro da programação da Semana das Comunicações, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, visitou na manhã de hoje, 06, o Centro de Operações Espaciais (COPE) do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) de Brasília.

 

Diversas autoridades civis e militares estavam presentes, dentre elas o deputado Coronel Chrisóstomo (PSL/RO), representando os parlamentares da Câmara dos Deputados, o presidente da Visiona, João Paulo Campos, o presidente da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT), Floriano Peixoto, o secretário de Telecomunicações Artur Coimbra e o diretor de Programa, José Afonso, ambos do Ministério das Comunicações.

 

O presidente da Telebras, Jarbas Valente, destacou a importância dos Centros de Operações de Brasília e do Rio de Janeiro para as políticas públicas do Governo e para a inclusão digital de brasileiros, promovendo o aumento de renda e avanços sociais por meio do acesso à internet.

 

Valente salientou ainda a importância do lançamento das seis frotas de satélites em órbita baixa até 2022, e três satélites em órbita geoestacionária do Programa Estratégico de Sistemas Espaciais (PESE), do Ministério da Defesa, criado para atender às necessidades estratégicas das Forças Armadas e da sociedade brasileira.

 

Antes da visita, o ministro Fábio Faria afirmou que se sente satisfeito com a gestão de “uma pessoa experiente e conhecedor da coisa pública” como Jarbas Valente à frente da Telebras, e que sem essa parceria da empresa, com apoio da Viasat, não seria possível conectar milhões de pessoas que estavam isoladas, e não teriam sequer acesso às informações para as vacinas.

 

“Chegamos com o Wi-Fi Brasil nas comunidades isoladas nas cidades com um custo baixo e uma conexão de alta qualidade pelo SGDC. Nossa equipe percorreu vários dos pontos já instalados e pudemos perceber o aumento de oportunidades que oferecemos àquelas pessoas, que passaram a vender doces, tortas, pescados pelo acesso à internet. A gente não faz ideia da felicidade e do que representa a conectividade para quem está lá na ponta, num lugar remoto, principalmente no Norte e Nordeste. O que a gente faz é levar cidadania”, afirmou o ministro.

 

Webinário

 

Após percorrer por todas as instalações do COPE, o ministro Fábio Faria, ainda no centro de operações, participou do webinário sobre o 5G, e citou a revolução que a nova tecnologia trará para a vida dos brasileiros.

 

“Teremos aumento do PIB do agronegócio, avanços na telemedicina e em segurança pública, além da possibilidade de acabar com o deserto digital que atinge hoje cerca de 40 milhões de brasileiros, grande parte deles na Região Norte”, destacou.

 

O ministro pontuou o andamento do leilão do 5G, que aguarda a análise do Tribunal de Contas da União. “Iremos levar internet para a população brasileira que ainda não têm. O 4G revolucionou a vida das pessoas e o 5G irá revolucionar a indústria, as empresas e possibilitar avanços no que se refere à Internet das Coisas”, destacou.

 

O Centro de Operações

 

O Centro de Operações Espaciais de Brasília atua no controle do satélite brasileiro na operação de cerca de 14 mil pontos em atividade pelo SGDC em parceria com o Ministério das Comunicações, dos quais 15 são pontos de Wi-Fi Brasil (na Praça), em prova de conceito, instalados no país, promovendo o acesso à internet gratuita e de alta velocidade de mais de 2,5 milhões de alunos em 10 mil escolas públicas (sendo 91% rurais) e indígenas, além de conectar 654 unidades básicas de saúde, mais de 550 unidades de segurança pública, como delegacias rurais e postos da Polícia Rodoviária Federal, cerca de 190 áreas indígenas (como Pontos de Cultura, Aldeias,  Polo Base de Saúde Indígena, Base de Proteção etnoambiental), mais de 200 telecentros, 152 bibliotecas públicas, 100 unidades quilombolas, entre outros.

 

O prédio foi projetado para abrigar uma diversidade de recursos que garantem a operação de equipamentos de rede, servidores e sistemas de comunicação em um ambiente no qual as informações críticas são tratadas com confidencialidade, disponibilidade, integridade e autenticidade para a continuidade do trabalho de das atividades civis (banda Ka) e militares.

 

O COPE possui uma instalação com certificação TIER IV, a mais alta em relação à confiabilidade na operação de serviços de um data center, ou seja, um ambiente construído para evitar a paralisação dos serviços ou o comprometimento de dados no caso de qualquer situação adversa.

Compartilhar

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Relacionados