Telebras quer atrair parceiros para o SGDC e sinaliza com acesso a clientes governamentais

14 de março de 2017

A Telebras conta com uma carta na manga para convencer as empresas a entrarem na licitação de capacidade do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicação (SGDC):  quem for parceiro da estatal poderá vender para o governo utilizando o satélite. A argumentação da Telebras é que ela tem a prerrogativa de dizer quem pode e quem não pode vender para o governo em todos os níveis, da administração federal ao nível municipal, passando pelas empresas estatais e de capital misto usando o satélite, já que é uma função dela prover estes serviços. Mas que no caso dos parceiros, haverá um espírito cooperativo.

Continue Lendo →

NOTA DE ESCLARECIMENTO

25 de abril de 2011

A Telebras vai solicitar ao Tribunal de Contas da União (TCU) que analise o pronunciamento da Secretaria de Obras (SECOB-3) do órgão que aponta um superfaturamento de R$ 101 milhões no pregão 02/2010. A licitação foi realizada no final de 2010 para a contratação de infraestrutura para os Pontos de Presença da rede que atenderá o Programa Nacional de Banda Larga (PNBL). Continue Lendo →