Telebras caminha a passos largos em direção ao equilíbrio e sustentabilidade

12 de janeiro de 2018

“A conclusão do processo de aumento de capital e reforma estatutária são passos importantes no caminho da sustentabilidade e governança da Telebras, diretrizes estratégicas definidas por nossa diretoria executiva para a gestão da companhia.”, diz Maximiliano Martinhão, presidente da Telebras.

As Assembleias Gerais Extraordinárias (AGEs) realizadas na manhã de quinta-feira, 11 de janeiro, trouxeram dois dos fatos mais importantes para a Telebras desde a sua reativação: a homologação do aumento de capital social e a aprovação da reforma estatutária.

Governança

Na primeira AGE do dia, os acionistas aprovaram a reforma do Estatuto Social. Desde a reativação da Telebras não havia uma reforma dessa magnitude. Ela contribui para elevar os padrões internos e os adequar às práticas mais modernas de governança, refletindo na qualidade da imagem da empresa.

A reforma estatutária compreende os ajustes necessários para atender as recomendações da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais do Ministério do Planejamento – SEST, da Lei 13.303/16 e do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), principais referências do Brasil para o desenvolvimento das melhores práticas de governança.

Segundo o Gerente de Governança da Telebras, José Humberto Soares, a obrigação da empresa vai além de apenas cumprir a lei, ela deve aprimorar o processo de gestão e transparência: “Mais do que uma obrigação é uma necessidade em função da grande expectativa de crescimento da empresa nos próximos anos”.

Valorização

Na AGE seguinte, os acionistas homologaram o aumento de capital advindo de aportes da União para execução dos projetos do SGDC, PNBL e Cabo Submarino. Com isso, a estatura da companhia foi alterada e se tornou bilionária. O capital social que era de R$ 263.145.011,82 passou a ser de R$ 1.594.666.570,00.

Para o Diretor Administrativo Financeiro da Telebras, Paulo Ferreira, as Assembleias coroaram um trabalho intenso realizado pela empresa. “Esse fato é relevante porque pela primeira vez o patrimônio da Telebras passa a ser positivo. Concluído esse processo de aporte financeiro da União, outro já está sendo preparado para nova transferência de recursos. Esses fatos conjugados permitem, num horizonte razoavelmente curto, a sustentabilidade econômica da empresa.”, completa Paulo Ferreira.

De acordo com Maximiliano Martinhão, essas mudanças são fundamentais para a empresa. “Agora é colocar em prática o novo Estatuto e fazer com que a empresa cumpra seu papel na democratização das comunicações no país. 2018 é um ano promissor para a Telebras”, conclui.

Tecnologia da Telebras na Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT

11 de janeiro de 2018

“Mais um passo importante na consolidação dos serviços da Telebras para o país. A ANTT poderá contar com nossa rede para assegurar aos usuários a melhor prestação de serviços de transporte terrestre”, diz Maximiliano Martinhão, presidente da Telebras.

A ANTT garante a entrega de um serviço vital para a população. O transporte terrestre é por onde transita a maioria dos cidadãos e escoa grande parte da produção nacional. Só de rodovias, o Brasil possui mais de 1,7 milhão de quilômetros responsáveis por interligar todas as partes do país.

Dentre as imprescindíveis atividades da agência estão a regulação, supervisão e fiscalização das atividades de prestação de serviços e de exploração da infraestrutura de transportes, visando assegurar a movimentação de pessoas e bens. A qualidade desse serviço é fundamental para girar a economia do país.

A Telebras vai garantir a integração e maior qualidade da comunicação de dados, voz e imagem, de alta velocidade, que permitirá a integração de toda rede da ANTT entre suas unidades espalhadas pelo país, visando a eficiente gerência das vias, terminais, equipamentos e veículos.

“É a Telebras seguindo a missão de atuar como fornecedora estratégica de soluções de telecomunicações e como agente de desenvolvimento nacional”, completa o presidente da Telebras.

Sobre a ANTT:

Criada pela Lei nº 10.233, a Agência Nacional de Transportes Terrestres é uma autarquia sob regime especial, que tem sede e foro no Distrito Federal, e está presente em todo o território nacional por meio das Unidades Regionais e Postos de Fiscalização.

Tem por finalidade regular, supervisionar e fiscalizar as atividades de prestação de serviços e de exploração da infra-estrutura de transportes, exercidas por terceiros, visando garantir a movimentação de pessoas e bens, harmonizar os interesses dos usuários com os das empresas concessionárias, permissionárias, autorizadas e arrendatárias, e de entidades delegadas, preservado o interesse público, arbitrar conflitos de interesses e impedir situações que configurem competição imperfeita ou infração contra a ordem econômica.

Telebras aliada ao Sebrae no incentivo às Micro e Pequenas Empresas

9 de janeiro de 2018

“A parceria efetiva e de sucesso com o Sebrae contribui para o desenvolvimento econômico do país e traz benefícios para as milhares de micro e pequenas empresas no Brasil. É tecnologia de ponta ajudando o país na retomada da economia”, diz presidente da Telebras. 

A Telebras inicia 2018 com uma importante parceria: a interligação de todos os escritórios do Sebrae Nacional. De acordo com Maximiliano Martinhão, presidente da Telebras, a empresa contribui para o crescimento da economia no país, que se traduz em aumento de renda e capital nos diversos municípios atendidos pelas ações conduzidas pelo Sebrae.

O objetivo é maximizar a comunicação entre os pontos e permitir a utilização de serviços de multimídia em geral. O Sebrae e as milhares de micro e pequenas empresas terão maior rapidez na concretização de ações que resultarão em ganhos para todas as partes.

Além da sede nacional, em Brasília, a instituição conta com pontos de atendimento nas 27 unidades da Federação. O Sebrae Nacional é responsável pelo direcionamento estratégico das ações, definindo diretrizes e prioridades de atuação. As unidades estaduais desenvolvem ações de acordo com a realidade regional e as diretrizes nacionais. Em todo o país, mais de 5 mil colaboradores diretos e cerca de 8 mil consultores e instrutores credenciados trabalham para transmitir conhecimento para quem tem ou deseja abrir um negócio.

“O Sebrae pode contar com a Telebras para levar informação e incentivo a todos que empreendem no Brasil”, conclui Max.

Sobre a Telebras:

A Telecomunicações Brasileiras S.A. – Telebras –  é fornecedora estratégica de soluções de infraestrutura de telecomunicações para prover comunicação entre os órgãos e entidades da administração pública, empresas privadas e entidades não governamentais. Atua como agente do desenvolvimento nacional, fomentando a democratização do acesso à informação. Seus 22 mil quilômetros de backbone formam uma rede terrestre moderna e com tecnologia de ponta. Chega aos locais mais remotos, reduzindo o custo de conexão, promovendo inovação tecnológica, inclusão social e digital.

Sobre o Sebrae:

 O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) é uma entidade privada que promove a competitividade e o desenvolvimento sustentável dos empreendimentos de micro e pequeno porte – aqueles com faturamento bruto anual de até R$ 3,6 milhões.

Em 2017 completou 45 anos, atuando com foco no fortalecimento do empreendedorismo e na aceleração do processo de formalização da economia por meio de parcerias com os setores público e privado, programas de capacitação, acesso ao crédito e à inovação, estímulo ao associativismo, feiras e rodadas de negócios.

As soluções desenvolvidas pelo Sebrae atendem desde o empreendedor que pretende abrir seu primeiro negócio até pequenas empresas que já estão consolidadas e buscam um novo posicionamento no mercado.

Satélite Geoestacionário Brasiliero (SGDC) está sob controle total da Telebras

5 de julho de 2017

SGDC encontra-se em fase de testes de rede da Estatal. Início de operação do serviço de banda larga civil e militar é previsto ainda para este ano.

Satélite Geoestacionário Brasileiro - SGDC

Foto: Thales Alenia Space

O Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicação Estratégica (SGDC), lançado em maio de 2017, está sob o controle total da Telebras desde o dia 30 de junho. A operacionalização acontece tanto da sede da empresa, como do Centro de Operações Espaciais do Satélite Geoestacionário (COPE – P), ambos situados em Brasília.

De acordo com o Gerente de Engenharia e Operação de Satélites, Sebastião do Nascimento Neto, a entrega só foi feita graças a atuação da equipe Telebras, que não mediu esforços ao longo dos 4 anos de desenvolvimento do Projeto. “Nossa equipe está de parabéns. Os últimos 6 meses foram de trabalho ainda mais intenso. Tivemos que acelerar as atividades para cumprir os prazos estabelecidos e isso só foi possível graças ao empenho de todos”, diz Sebastião.

A Thales Alenia Space, empresa franco-italiana, responsável pelo fornecimento do artefato para o Brasil, elogiou o trabalho da Estatal e o empenho dos colaboradores envolvidos no Projeto.

Sebastião conta, ainda, que se sente orgulhoso e parabeniza a Diretoria Executiva da Telebras pelas ações realizadas. Ele também reforça o visível desempenho da equipe responsável pela infraestrutura que está se empenhando ao máximo para execução do cronograma, e por vezes até antecipando a entrega.

Neste momento, o Satélite Geoestacionário passa por fase de testes de rede pela Estatal e, segundo o gerente, em setembro o serviço de banda larga estará disponível para distribuição ao usuário final, sociedade civil e militar.

Satélite Geoestacionário Brasileiro - SGDC

Foto: Thales Alenia Space

Janice Santos – Assessora de Comunicação Telebras

 

Campus Party Brasília começa hoje com mais de 250 horas de atividades

14 de junho de 2017

Com ingressos esgotados, #CPBSB deve receber 4 mil campuseiros
e mais de 40 mil visitantes na Open Campus

Continue Lendo →

 
Página 1 de 41234