Telebras filia-se à Associação de Dados Espaciais

18 de maio de 2017

 

A Telebras acaba de afiliar-se à Associação de Dados Espaciais (Space Data Association – SDA).  Sediada na Ilha de Man, a SDA é uma organização sem fins lucrativos que reúne operadores de satélites que valorizam o compartilhamento de dados controlados, confiáveis e eficientes críticos para a segurança e integridade do ambiente espacial e do espectro de radiofrequência. Ela congrega as principais empresas de comunicações via satélite e seus membros executivos são os quatro maiores operadores de satélites comerciais do mundo:  Inmarsat, Intelsat, SES e Eutelsat.

Os membros da SDA recebem acesso seguro, confiável e imediato a informações, além de análises precisas que otimizam as operações. Isso é fundamental à mitigação de riscos operacionais, ao aumento da confiabilidade dos serviços à obtenção de uma avaliação mais precisa do ambiente espacial. Essa troca de informações é ainda mais indispensável quando se observa que a estratégia de colocação entre os satélites não será padrão. Ou seja, pode não ser totalmente determinística, o que demanda um planejamento de manobras que evite colisão entre satélites.

Com isso, a Telebras preserva o regime orbital envolvido, recebe avaliações de conjunções eficientes, oportunas e precisas, reduz alarmes falsos, minimiza tempo e recursos dedicados à conjunção da avaliação, bem como encontra fontes de interferência mais rapidamente. Além disso, torna-se apta ao ingresso de novos satélites na mesma posição ocupada pelo SGDC.

Acerca da importância da adesão da Telebras à SDA, o Gerente de Engenharia e Operação de Satélites, Sebastião do Nascimento Neto, ressalta: “Essa instituição tem credibilidade nas informações que disponibiliza. Para que possamos executar nossas manobras com êxito, devemos utilizar informações confiáveis de outros sistemas satelitais. Nesse contexto, essa entidade foi criada pelos próprios operadores dos satélites para poder manter um banco de dados com informações confiáveis, no qual qualquer operador possa, através do sistema que eles disponibilizam, obter informações e utilizar os recursos computacionais disponibilizados na execução de cálculos extremamente complexos. Isso nos ajuda a executar as manobras sem correr nenhum risco.”

Essa adesão é ainda mais relevante quando se oberva que, na posição orbital ocupada pelo Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), encontram-se os satélites Star One C3 (Embratel – Brasil) e o GOES13 (NOAA/NASA – EUA). Os dados do satélite Star One C3 não são públicos, enquanto as informações públicas disponíveis pelo sistema NOAA não têm o compromisso de serem mais recentes e precisos, o que afeta a qualidade do monitoramento de distância entre satélites e o planejamento de manobras que evitem colisões.

 

Ministro do MCTIC e Presidente da Telebras participam de Audiência Pública na Câmara

27 de abril de 2017

Da AsCom da MCTIC

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, defendeu que o Congresso Nacional aprove um projeto de lei que impeça o contingenciamento de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) a partir de 2020. A declaração foi feita nesta quarta-feira (26), em audiência pública na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados (CCTCI). Ele ainda confirmou para 4 de maio o lançamento do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas.

Continue Lendo →

Kassab confirma lançamento de satélite brasileiro na primeira quinzena de abril

30 de março de 2017

Via Agência Senado

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, confirmou aos senadores nesta quarta-feira (29) que o primeiro satélite geoestacionário brasileiro será lançado até o fim da primeira quinzena de abril, o que permitirá em breve a cobertura  de banda larga em 100% do território nacional. Ele participou de audiência pública da Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT), presidida pelo senador Otto Alencar (PSD-BA).

Continue Lendo →

Telebras e Marinha participam do projeto espacial

24 de março de 2017

Fonte: www.marinha.mil.br

Em cerimônia realizada no Salão Histórico do Comando do 1º Distrito Naval, no dia 17 de fevereiro, foi celebrada a assinatura do termo de cessão de uso do imóvel para implantação de um Centro de Operações Espaciais Secundário (COPE-S), que irá funcionar na Estação Radio da Marinha do Rio de Janeiro (ERMRJ).

Continue Lendo →

ADIAMENTO LANÇAMENTO SATÉLITE

21 de março de 2017

Telecomunicações Brasileiras S.A.- TELEBRAS (“Companhia”), em cumprimento às disposições legais, comunica que, em decorrência da continuidade do movimento social na Guiana Francesa, de onde será lançado o SGDC, a empresa lançadora de satélites, Arianespace, decidiu adiar o lançamento. Confirmada a nova data de lançamento pela Arianespace, a Telebras informará a sociedade, seus acionistas e o mercado.

 
Página 1 de 612345...Última »