Escultura do SGDC-1 é inaugurada na Agência Espacial Brasileira

22 de março de 2018

Foi inaugurada na manhã desta terça-feira (20), em Brasília, a escultura do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC-1). A peça é de autoria do paraibano Percival Henriques, presidente da Associação Nacional para Inclusão Digital (ANID). A solenidade contou com a presença do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, do presidente da Telebras, Maximiliano Martinhão, da Diretoria Executiva da Telebras e do presidente da Agência Espacial Brasileira, José Raimundo Braga Coelho.

Percival também é empresário, físico e bacharel em Direito. Foi diretor técnico do Inmetro/Imeq na Paraíba e é especialista em gestão pública. A escultura do SGDC-1 foi doada à Agência Espacial Brasileira (AEB) pelo artista, após indicação do presidente da Telebrás, Maximiliano Martinhão.

Durante a solenidade, o Ministro Kassab ressaltou o impacto positivo do SGDC na vida cotidiana das pessoas, aumentando a oferta de banda larga para regiões remotas do Brasil e proporcionando segurança estratégica nas comunicações.  Registrou a importância de simbolismos como a escultura para celebrar os esforços dedicados à construção de um país melhor, acrescentando que a obra operava como um marco. “A escultura demonstra aos brasileiros que aqui se trabalha muito”, disse.

A escultura

A escultura pesa 122 kg, e tem 1,60 cm de altura com 3,20 de diâmetro. É composta por dois domos geodésicos sobrepostos construídos com tubos de aço carbono galvanizados. Entre os dois domos foi colocada uma réplica do SGDC, feita de chapa de aço carbono, e preparada com um jateamento de microesferas de aço para receber nanopartículas de zinco, por meio de uma técnica chamada arc spray, que evita a corrosão.

Segundo Percival, a ideia geral da obra, além da representação literal da Terra, da abóboda celeste e do próprio satélite, é que ela seja um tributo à Matemática e, sobretudo, aos homens e mulheres escondidos atrás de cada equação que garantiu o suporte objetivo à manutenção em órbita e operação do SGDC.

Colaboração do Release: Coordenação de Comunicação Social da AEB

Telebras lança projeto para conectar sua rede aos Pontos de Troca de Tráfego de Internet no Brasil

8 de março de 2018

A diretoria executiva da Companhia tem como objetivo contribuir para um Brasil mais conectado a custos baixos e maior praticidade

A Telebras anuncia, nesta quinta-feira (8), um projeto que deve promover o trabalho dos provedores de Internet do país. Trata-se de um programa que vai conectar a rede da Telebras a todos os Pontos de Troca de Tráfego Metropolitanos (PTTMetro) do IX.BR.

Atualmente existem 31 Pontos de Troca de Tráfego no Brasil, abrangendo todas as regiões do país. Cada localidade receberá links de centenas de Gbps. O total de provedores que são Sistemas Autônomos no Brasil alcança, hoje, o número de 5.323.

Maximiliano Martinhão, presidente da Telebras, comemora a iniciativa, lembrando que, entre as metas do projeto, estão a possibilidade de serviços de transporte entre os diversos pontos de troca de tráfego, de forma simples e econômica, além da melhor qualidade de Internet oferecida à população.

“São Paulo é, hoje, o grande concentrador de tráfego no Brasil. Para melhorarmos a qualidade da Internet, principalmente no que diz respeito a questões como latência e disponibilidade, é necessário distribuir melhor o tráfego para as diversas regiões do país. É neste sentido que queremos somar e servirmos de agente de distribuição e condução da utilização dos PTTs. O Brasil já está maduro para isso e precisa expandir seus horizontes na área da informação, de forma racional e segura. A Telebras pode ajudar neste sentido”, enfatiza Max.

Para o diretor Comercial da Telebras, Rômulo Barbosa, além do benefício social, o projeto trará consideráveis retornos financeiros para a Companhia. “Neste projeto ampliaremos a utilização de nossa rede com a mesma estrutura já instalada. Haverá um investimento que aumentará nossas receitas sem impacto nos custos operacionais, resultando em alta rentabilidade do projeto”, ressaltou Barbosa.

De acordo com o diretor Técnico-Operacional da Telebras, Jarbas Valente, o projeto pode ser visto por várias óticas. Do ponto de vista econômico e social, estamos valorizando o desenvolvimento nacional. “Utilizaremos tecnologia de ponta que será produzida pela indústria brasileira. Isso significa dizer que estaremos integrando o Brasil com aquilo que é nosso”, enfatiza.

“A conexão da rede Telebras aos Pontos de Troca de Tráfego é de fundamental importância para uma melhor prestação de serviços de acesso à internet, otimizando o uso da rede e aproximando dos usuários os principais conteúdos disponibilizados na rede mundial”, acrescenta o gerente de Planejamento, Controle e Inovação da Telebras, Roberto Pinto Martins.

O que diz o NIC.br sobre o Projeto

Pontos de troca de tráfego são estruturas de Internet que melhoram a eficiência, aumentam a segurança e incrementam a resiliência da rede. Um ponto de troca, entretanto, exerce uma força de atração proporcional ao seu tamanho, o que só faz com que cresça cada vez mais. Os interessados em trocar tráfego tem que buscar meios de chegar aos pontos de maior concentração e, com isso, o desequilíbrio na rede aumenta.

“Com a iniciativa da Telebrás em prover transporte entre diferentes pontos de tráfego, o provedor pode se manter conectado ao local geográfico que lhe for mais natural e próximo e, mesmo assim, conseguir participar das trocas que ocorrem em outros pontos: bastará contratar o transporte à Telebrás. Com isso a distribuição de tráfego torna-se mais homogênea e a estratégia dos participantes nos PTTs ganha facilidade. O NIC saúda a iniciativa e soma-se aos esforços por uma Internet no Brasil cada vez melhor”, diz Demi Getschko, presidente do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR – NIC.br.

Já segundo Milton Kashiwakura, diretor de Projetos Especiais e de Desenvolvimento do NIC.br, “a Telebras, com este projeto, irá acelerar o crescimento dos Pontos de Troca de Tráfego Internet (PTT) do NIC.br (IX.br). Os provedores de acesso de Internet ganharão em agilidade para se conectar a qualquer PTT através da rede da Telebras. O provisionamento será rápido, pois a infraestrutura já estará preparada”, enaltece.

Avaliação do presidente da ANID

Percival Henriques, presidente da Associação Nacional para Inclusão Digital – ANID, diz que a lógica da Internet é de que, cada vez mais, o conteúdo relevante esteja próximo do local onde ele mais interessa. “Queremos que os sistemas autônomos vizinhos conversem entre si. O local apropriado para esta conversa são os pontos de troca de tráfego. Com este projeto da Telebras, os provedores vão ter acesso aos PTTs, permitindo redução de custos, acesso à diversidade de conteúdos regionais e até compartilhamento de conteúdos globais, que estejam disponíveis localmente. É uma boa iniciativa da Companhia”, ressalta.

Abrint

O presidente da Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações – Abrint, Basílio Perez, afirma que vê com grande satisfação a iniciativa da Telebras. “O transporte até os Pontos de Troca de Trafego sempre foi uma bandeira que defendemos e a Telebras, assumindo mais esse papel, estará alavancando o desenvolvimento da Internet do Brasil. É uma forma de facilitar o trabalho de inclusão digital feito pelos provedores regionais.

Abranet

Eduardo Parajo, diretor presidente da Associação Brasileira de Internet – Abranet, incentiva a proposta. “Entendemos que esta iniciativa da Telebras vai contribuir para melhorar os custos da conectividade de Internet, além da melhoria da qualidade e menor latência para os provedores e usuários da rede”, diz.

Sobre o IX.BR

O IX.BR é um projeto do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) que promove e cria a infraestrutura necessária para que provedores de Internet façam a interconexão de suas redes. Através desta interconexão, os diversos provedores de Internet comunicam diretamente entre si, aumentando a qualidade do serviço e diminuindo os custos de comunicação. Atualmente, 32 cidades brasileiras, possuem pontos do IX.BR.

Representantes da Telebras e do Consórcio Sat 3D entregam Kits escolares na obra do COPE P

9 de fevereiro de 2018

A sexta-feira (9) foi de estímulo à equipe que participa da construção do Centro de Operações Espaciais Principal de Brasília, o COPE P. Cerca de 60 Kits escolares foram entregues a filhos de colaboradores que participam da construção da obra.

Na oportunidade, a Telebras esteve representada pelo diretor Comercial, Rômulo Barbosa e pelos engenheiros Sebastião do Nascimento Neto, Rodrigo Botelho, e Gabriel Polanzzo. O Consórcio Sat 3D, responsável pela obra, contou com a presença dos diretores e gerentes das empresas participantes: Almeida França, Paulo Octávio e Projeman.

“São profissionais que merecem nosso reconhecimento porque, assim como as nossas empresas, eles ajudam a construir o Brasil”, ressaltou Barbosa.

Deputado Federal de Belém visita presidente da Telebras e apresenta demandas de internet para o Estado do Pará

23 de outubro de 2017

O presidente da Telebras, Maximiliano Martinhão, recebeu, na manhã desta segunda-feira, 24, a visita do deputado federal do Pará, Joaquim Passarinho (PSD).

Acompanhado do gerente Regional da Telebras em Belém, Gerson de Araújo, o parlamentar apresentou a necessidade de incentivo à implementação de Banda Larga no Estado. De acordo com o deputado, o interior, principalmente, conta com uma telefonia precária.

Segundo Passarinho, “são muitos os municípios que estão carentes de internet de qualidade.” Maximiliano diz que a solicitação vem ao encontro do Projeto SGDC e se adequa à política de Banda Larga no País.

Também participaram da reunião o Diretor Comercial da Telebras, Rômulo Barbosa e Assessor da Presidência, Alex Magalhães.

Rômulo Barbosa é o novo Diretor Comercial da Telebras

18 de outubro de 2017

Com uma trajetória de mais de 30 anos só no Grupo Mirante, da Rede Globo, do Maranhão, Barbosa assumiu o cargo na sexta-feira, 6, com a missão de otimizar ainda mais o trabalho da área

Ele é jornalista e advogado. Vem da cidade de São Luis, no Maranhão e lá construiu uma história de décadas na comunicação, liderando uma equipe que chegou a 500 colaboradores. Rômulo Barbosa agora é o novo Diretor Comercial da Telebras, pasta que estava sem diretor efetivo desde março deste ano.

Rômulo, que faz mestrado em Direito e pós-graduação em gestão pública (MPA) pelo IDP, recebeu o convite para dirigir a Área Comercial da Telebras com muito otimismo. “É um desafio profissional, em um setor que não é desconhecido para mim, pois telecomunicação e comunicação têm muito em comum, são áreas afins. Pretendo trazer minha experiência do setor privado para o público. É bastante desafiador fazer parte da Telebras, especialmente neste momento em que a empresa acaba de lançar o Satélite Geoestacionário Brasileiro, o SGDC”, enfatiza.

Otimização da área comercial

Como ex-executivo da afiliada da Globo do Maranhão, que possui cinco emissoras, quatro rádios, dois portais e um jornal impresso o gestor vai contar com a experiência de liderança frente aos canais de comunicação para otimizar o trabalho da equipe comercial da Telebras.

“Vamos buscar ainda mais visibilidade e excelência perante nosso público, fazendo com que a empresa tenha cada vez mais credibilidade naquilo que faz. Além disso, contarei com uma equipe altamente experiente, que vai facilitar o trabalho”, concluiu.