Ministro Kassab abre a 70ª SBPC em Maceió

23 de julho de 2018

Telebras está presente no encontro que tem o objetivo de aprofundar o diálogo entre o MCTIC e os dirigentes de institutos

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, inaugurou, na manhã desta segunda-feira, 23, a Expotec – exposição científica organizada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) em parceria com os institutos de pesquisa vinculadas ao Ministério.

O espaço é uma das atrações da 70ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que acontece até sábado, 28, na Universidade Federal de Alagoas (Ufal).

A mostra, que ocupa uma área de 1,2 mil metros quadrados, possui estandes com os principais projetos científicos desenvolvidos pelas unidades de pesquisa e entidades vinculadas ao MCTIC.

A Telebras é um dos órgãos de governo presentes. No estande da Companhia os visitantes podem conferir uma réplica do SGDC, o Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas da Telebras, lançado em 2017.

A Expotec também tem programação própria, com palestras, cineclube, lançamento de livros e editais.

O evento é aberto ao público. As programações poderão ser assistidas gratuitamente pelos visitantes, sem a necessidade de inscrição. A inscrição somente será necessária para quem quiser frequentar minicurso (vagas limitadas) ou ainda obter o certificado de participação geral e o material do evento.

Sobre a SBPC

A SBPC foi criada em 1948 e é uma entidade voltada à defesa do avanço científico e tecnológico e do desenvolvimento educacional e cultural do Brasil. Atualmente, possui cerca de 140 sociedades científicas associadas, em todas as áreas do conhecimento, e cerca de 5 mil sócios.

Telebras conecta os primeiros acessos à internet pelo SGDC em escolas e posto de fronteira no município de Pacaraima/RR

18 de julho de 2018

Três escolas públicas no Setor Vila Nova, zona rural de Pacaraima, Roraima,  e um posto do 3º Pelotão Especial de Fronteira do Exército Brasileiro, que faz divisa com a Venezuela, foram conectados à internet pelo Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) nessa quarta-feira, 18, em solenidade conduzida pelo ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, e pelo presidente da Telebras, Jarbas Valente.

A solenidade ocorreu na Escola Pública Municipal Casimiro de Abreu. O primeiro acesso via internet se deu por meio de uma videoconferência entre o ministro Kassab e Jarbas Valente e o ministro da Defesa, Joaquim Luna e Silva, que se encontrava em Brasília.

Além da Casimiro de Abreu, a Escola Estadual Indígena Tuxaua Silvestre Messias e a Escola Pública Municipal Alcides da Conceição Lima passam a contar com acesso à internet de qualidade, com a velocidade de 10 Megabits por segundo, por meio do satélite brasileiro. Ao todo, cerca de 1.500 alunos passam a ser incluídos na grande rede mundial, ou seja, mais de 10% dos 12. 375 habitantes da cidade de Pacaraima.

O secretário municipal de Educação, Cultura e Desporto, Agamenon Santos Rodrigues, comemorou a chegada da internet de alta velocidade às escolas: “ganhamos 100 notebooks da Fundação Lemann para essas três escolas públicas e agora vamos poder usá-los integralmente. Passaremos a desenvolver projetos na área da educação e outras disciplinas com maior eficácia ampliando significativamente o universo de conhecimento desses alunos”.

Reativação

Só foi possível conectar esses quatro pontos à internet nessa quarta-feira em Pacaraima, devido à decisão tomada pelo Supremo Tribunal Federal na última segunda-feira, 16, derrubando a suspensão do contrato associativo estabelecido entre a Telebras e a operadora Viasat, determinado na liminar impetrada na Justiça Federal do Amazonas. Portanto, na realidade, esses quatro pontos foram reativados, já que haviam sido instalados em maio desse ano e tiveram que ser desligados, pouco depois, por força da referida liminar.

A conexão de todas as instituições de ensino estaduais e municipais do país, via SGDC, é parte de uma parceria firmada entre os Ministérios da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e o da Educação (MEC), das quais 7 mil delas devem estar integradas à rede mundial de computadores até o fim deste ano.

Há ainda convênios firmados com o Ministério da Defesa para o monitoramento de 100% das fronteiras brasileiras, ampliando as ações de combate ao tráfico de armas e drogas; e com o Ministério da Saúde, para implantar internet em hospitais e postos de saúde, melhorando a gestão pública e a qualidade dos serviços prestados à população.

Telebras participa do Encontro Nacional de Provedores Regionais 2018 da Abrint

8 de junho de 2018

Maior encontro do setor na América Latina aconteceu em São Paulo e encerrou nesta quinta-feira (7) com a presença de mais de 100 expositores e uma agenda que abordou as principais questões do mercado de telecomunicações

A abertura oficial foi na última terça-feira (5) e contou com a presença do diretor Técnico-Operacional da Telebras, Roberto Pinto Martins e do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab. O evento, que é realizado anualmente em São Paulo (SP), reuniu representantes do setor e do poder público para discutir os principais desafios para a expansão do acesso à banda larga no país.

Celebrando 10 anos, Abrint debateu as questões regulatórias e o programa Internet para Todos no Encontro Nacional de Provedores. No ano em que comemora uma década de existência, a Associação Brasileira dos Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint) realiza também a décima edição do Encontro Nacional de Provedores Regionais, o maior evento do setor na América Latina. O encontro, que aconteceu no Centro de Convenções Frei Caneca, teve público superior a 6 mil presentes ao longo dos três dias de apresentações. Entre os principais assuntos em debate nos workshops foram abordados os desafios regulatórios e tributários (como a correta tributação sobre os serviços de telecomunicações e SVA), os impactos do fim da concessão da telefonia e o programa Internet para Todos, dentre outras questões de relevância para o universo de milhares de Internet Service Providers (ISPs).

Para o presidente da Telebras, Jarbas Valente, a Abrint representa uma oportunidade de conhecimento e expansão de negócios. “É o encontro em que falamos diretamente com nosso público, nossos clientes. A cada edição nossas equipes de vendas de São Paulo, especialmente, e de Brasília, que dá suporte nos dias de evento, agregam novidades e aprendizado adquiridos nos debates. Além disso, os horizontes sempre se ampliam em meio a expositores e conhecedores do assunto, que fazem o encontro ser um sucesso há uma década”, diz Valente.

Abrint Mulher

O evento contou, ainda, com mais um workshop da Câmara Abrint Mulher, iniciativa idealizada por quatro diretoras da entidade, cujo objetivo é estimular as melhores práticas de gestão e fortalecer a participação feminina no setor de telecomunicações. Durante o Encontro Nacional serão debatidas questões de igualdade de gênero no mercado corporativo.

Dez anos de Abrint

Cerca de 100 pessoas compareceram no primeiro Evento para Provedores, realizado pouco após a fundação da Abrint, há dez anos. Desde então, o encontro cresceu exponencialmente até atingir os 6 mil presentes na última edição – assim como os provedores ampliaram sua participação no mercado e a internet no Brasil deu um salto no qual a participação dessas empresas foi fundamental. Segundo dados da Associação, em 2008, apenas 18% dos domicílios brasileiros possuíam acesso à internet. Cerca de dez anos depois, essa proporção aumentou para 54%, segundo dados divulgados pelo 12º relatório TIC Domicílios, elaborado pelo Cetic.br.

Clique abaixo e assista a alguns trechos do pronunciamento do diretor Técnico-Operacional, Roberto Pinto Martins, na abertura da ABRINT – 2018, nesta terça-feira (5)

 

 

 

Max participa de comitiva presidencial em São Paulo

15 de fevereiro de 2018

Max participa de comitiva presidencial em São Paulo

O presidente da Telebras, Maximiliano Martinhão, acompanha, nesta quinta-feira (15), em São Paulo, a comitiva do presidente da República, Michel Temer e do Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab.

Eles estão na capital paulista para conhecer as obras da nova fonte de luz síncrotron, Sirius, um projeto do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM).  Há pouco foi realizada uma dinâmica com as autoridades.

O Projeto Sirius

Sirius, a nova fonte de luz síncrotron brasileira, será a maior e mais complexa infraestrutura científica já construída no País e uma das primeiras fontes de luz síncrotron de 4ª geração do mundo. É planejada para colocar o Brasil na liderança mundial de produção de luz síncrotron e foi projetada para ter o maior brilho dentre todos os equipamentos na sua classe de energia.

“Temos que aproveitar este momento tecnológico para desenvolver produtos no Brasil”, diz Maximiliano Martinhão, em assinatura de acordo para unidade de semicondutores

6 de fevereiro de 2018

O presidente da Telebras, Maximiliano Martinhão, e o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab, participaram, nesta segunda-feira (5) da assinatura de acordo de joint venture das fabricantes de semicondutores Qualcomm e USI para instalar, em São Paulo, uma fábrica de chips para smartphones e dispositivos de “internet das coisas”.

Para o presidente da Telebras, Maximiliano Martinhão, o Brasil carece da indústria de IoT e uma fábrica na área de semicondutores pode trazer muitos benefícios, pois tem o viés de promover a pesquisa e o desenvolvimento no país. “O mercado de IoT no Brasil está crescendo em uma velocidade muito rápida. Temos que aproveitar este momento tecnológico para desenvolver produtos aqui. Existe uma expectativa de que até 2025 este nicho vai gerar ao país, U$ 200 bilhões. A partir da riqueza que existe em todo este mercado, o Brasil está atraindo investimentos e desenvolvimento tecnológico, além de equilíbrio na balança comercial”, enfatizou Max.

Durante o evento, Kassab destacou a retomada dos investimentos estrangeiros no país. “Que essa parceria sirva de incentivo aqueles que estão na iminência de iniciar novos projetos. É hora de o Brasil crescer. Chegou o momento de acreditarmos no país e gerarmos mais empregos”.

Com previsão de investimentos de US$ 200 milhões, a nova fábrica deve começar a operar a partir de 2020 e deve gerar entre 800 e 1 mil empregos qualificados. A estimativa para início da operação coincide com o prazo para execução do Plano Nacional de Internet das Coisas, projeto do para alavancar o setor, que deve conectar todos os objetos à nossa volta, no Brasil.

“Cada vez mais, as pessoas e os empresários voltam a acreditar no Brasil. O que acontece aqui é o início de um grande projeto que trará não apenas tecnologia, mas formará recursos humanos dentro e fora do Brasil para que a gente possa introduzir o que há de mais necessário para desenvolver o país”, declarou Kassab.

O local de instalação da planta ainda não está definido, mas de acordo com Rafael Steinhauser, presidente da Qualcomm para a América Latina, provavelmente a fábrica ficará na região de Campinas, no interior de São Paulo.