Max participa de comitiva presidencial em São Paulo

15 de fevereiro de 2018

Max participa de comitiva presidencial em São Paulo

O presidente da Telebras, Maximiliano Martinhão, acompanha, nesta quinta-feira (15), em São Paulo, a comitiva do presidente da República, Michel Temer e do Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab.

Eles estão na capital paulista para conhecer as obras da nova fonte de luz síncrotron, Sirius, um projeto do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM).  Há pouco foi realizada uma dinâmica com as autoridades.

O Projeto Sirius

Sirius, a nova fonte de luz síncrotron brasileira, será a maior e mais complexa infraestrutura científica já construída no País e uma das primeiras fontes de luz síncrotron de 4ª geração do mundo. É planejada para colocar o Brasil na liderança mundial de produção de luz síncrotron e foi projetada para ter o maior brilho dentre todos os equipamentos na sua classe de energia.

“Temos que aproveitar este momento tecnológico para desenvolver produtos no Brasil”, diz Maximiliano Martinhão, em assinatura de acordo para unidade de semicondutores

6 de fevereiro de 2018

O presidente da Telebras, Maximiliano Martinhão, e o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab, participaram, nesta segunda-feira (5) da assinatura de acordo de joint venture das fabricantes de semicondutores Qualcomm e USI para instalar, em São Paulo, uma fábrica de chips para smartphones e dispositivos de “internet das coisas”.

Para o presidente da Telebras, Maximiliano Martinhão, o Brasil carece da indústria de IoT e uma fábrica na área de semicondutores pode trazer muitos benefícios, pois tem o viés de promover a pesquisa e o desenvolvimento no país. “O mercado de IoT no Brasil está crescendo em uma velocidade muito rápida. Temos que aproveitar este momento tecnológico para desenvolver produtos aqui. Existe uma expectativa de que até 2025 este nicho vai gerar ao país, U$ 200 bilhões. A partir da riqueza que existe em todo este mercado, o Brasil está atraindo investimentos e desenvolvimento tecnológico, além de equilíbrio na balança comercial”, enfatizou Max.

Durante o evento, Kassab destacou a retomada dos investimentos estrangeiros no país. “Que essa parceria sirva de incentivo aqueles que estão na iminência de iniciar novos projetos. É hora de o Brasil crescer. Chegou o momento de acreditarmos no país e gerarmos mais empregos”.

Com previsão de investimentos de US$ 200 milhões, a nova fábrica deve começar a operar a partir de 2020 e deve gerar entre 800 e 1 mil empregos qualificados. A estimativa para início da operação coincide com o prazo para execução do Plano Nacional de Internet das Coisas, projeto do para alavancar o setor, que deve conectar todos os objetos à nossa volta, no Brasil.

“Cada vez mais, as pessoas e os empresários voltam a acreditar no Brasil. O que acontece aqui é o início de um grande projeto que trará não apenas tecnologia, mas formará recursos humanos dentro e fora do Brasil para que a gente possa introduzir o que há de mais necessário para desenvolver o país”, declarou Kassab.

O local de instalação da planta ainda não está definido, mas de acordo com Rafael Steinhauser, presidente da Qualcomm para a América Latina, provavelmente a fábrica ficará na região de Campinas, no interior de São Paulo.

Ao lado de Temer e Kassab, Maximiliano Martinhão participa da assinatura da MP que altera Lei de Informática

8 de dezembro de 2017

O presidente da Telebras, Maximiliano Martinhão, acompanhou a comitiva presidencial nesta sexta-feira, 8, em São Paulo. Na oportunidade, o presidente da Companhia participou da assinatura da Medida Provisória (MP) que altera a Lei de Informática.

O documento foi assinado durante o almoço anual da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), na capital paulista.

A Lei da Informática permite a isenção ou redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para bens de informática e automação, desde que as empresas investissem, no mínimo, 5% de seu faturamento bruto no mercado interno em atividades de pesquisa e desenvolvimento.

Telebras comemora 45 anos

9 de novembro de 2017

 

Ministro Kassab acompanhou a celebração realizada na tarde desta quinta-feira (9) no auditório do Ministério do Esporte

 

São 45 anos de história. Uma trajetória que começou em 1972, com o Euclides Quandt de Oliveira e, dois anos após, se firmou como a principal empresa brasileira através do General José Antônio de Alencastro e Silva, considerado o ‘pai’ das telecomunicações no país. O ponta pé inicial de uma nova era que conectou todos os pontos da nação. Até o início da década de 70, em tese, o Brasil era mudo, não se comunicava. Foi através do surgimento da Telebras que os brasileiros se interligaram, que a República brasileira ergueu pontes de contato e, desde então, vem deixando sua marca entre as empresas de sucesso que acompanham o desenvolvimento de um país imenso em território e capacidade.

Para o presidente da Companhia, Maximiliano Martinhão, a Telebras é a memória viva e um exemplo de empresa que chega à fase adulta com maestria. “Os 45 anos demonstram que já estamos prontos e preparados para voos ainda mais altos”, lembra.

Em seu discurso, Martinhaõ também ressaltou: “A Telebras integrou o país por meio das telecomunicações e trouxe a era da conectividade e, com ela, seus agregados: brilhantes engenheiros, técnicos, mestres, doutores, prestadores de serviço, secretárias, estagiários, diretores, presidentes, motoristas, advogados. Passamos a ser uma marca brasileira e, desde então, ‘Onde tem Brasil, tem Telebras’.

A necessidade de o Brasil estar cada vez mais conectado expandiu a ideia de um país gigante em território vir a ter internet de qualidade, em todos os recantos, seja por terra ou por mar. Eis que depois das fichas telefônicas, dos cartões, dos orelhões e aparelhos com números discados, a Telebras rasgou o céu da Guiana Francesa e colocou em órbita o primeiro Satélite Geoestacionário Brasileiro de Defesa e Comunicações Estratégicas, o SGDC, no dia 04 de maio deste ano”.

A empresa conta hoje com 356 colaboradores diretos e está presente em todo o Brasil através dos escritórios regionais do Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre, Belém e Fortaleza.

De acordo com o Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, que esteve há pouco na celebração, a data é de gratificação em nome do MCTIC, por tudo que a Telebras representa. “Quando lembramos do projeto que temos, que é o de se comunicar com o país, percebemos que soubemos aproveitar as oportunidades. A Companhia mudou seu perfil, mudou seu foco e persistiu na tecnologia, que é o que temos de mais importante para o país, não só para as telecomunicações, mas também para diversos setores da nossa economia”, disse.

 

Telebras lança marca comemorativa de 45 anos no Futurecom 2017

4 de outubro de 2017

Empresa apresenta soluções de produtos e serviços em estande no evento, que segue até quinta-feira, 5, e reúne as principais operadoras, entidades e provedores de internet, fornecedores e a indústria de telecomunicações em São Paulo

A Telebras participa da 19ª edição do Futurecom, o mais importante evento de Telecomunicalções, TI e Internet na América Latina, com palestras e  um estande de 72m², onde apresenta a abrangência de cobertura prevista para o Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC) e sua sinergia com a rede terrestre. Profissionais da empresa apresentam as soluções de produtos e serviços e as oportunidades que abrangem o serviço de anti-DDoS, previsto para brevemente ser oferecido ao mercado. Além disso, está sendo lançada, na oportunidade, a marca alusiva ao aniversário da Telebras, que completa 45 anos no dia 9 de novembro.

Nesta quarta-feira, 4, o gerente de Tecnologia e Soluções Satelitais faz uma palestra sobre o “SGDC, uma nova capacidade satelital para o Brasil”. O SGDC é um satélite extremamente avançado, que utilizará sua capacidade de até 60 Gbits na banda Ka para ampliar a oferta de banda larga aos locais mais distantes do Brasil com internet de qualidade. Trata-se de um dos maiores projetos de telecomunicações no Brasil nos últimos 20 anos e marca um momento histórico no País. É o primeiro satélite brasileiro concebido exclusivamente para a transmissão de dados com alta velocidade e qualidade na banda Ka, cobrindo todo o território nacional e a Amazônia Azul. O Projeto oferece segurança para as comunicações estratégicas do Governo, vai promover o desenvolvimento socioeconômico e proporcionar um País conectado não só com tecnologia, educação, saúde, serviços públicos e conhecimento, mas também com cidadania, igualdade e justiça social.

Na terça-feira, 3, o especialista em Telecomunicações, Leandro de Oliveira Neves, apresentou, em palestra, a Segurança: “proteção anti-DDos e Rede Privativa de Governo”.

Cerimônia de abertura

A cerimônia de abertura da 19ª edição do Futurecom, na noite do dia 2, foi cercada de otimismo sobre a competitividade do Brasil no cenário global.

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab, e o presidente da República, Michel Temer, destacaram a importância de manutenção da dotação orçamentária, com aporte adicional de R$ 1 bilhão para finalizar o Projeto SGDC. Kassab enalteceu esse apoio do presidente, num cenário de cortes orçamentários promovidos no Governo, como uma importante visão de futuro com forte impacto social. Destacou a participação do presidente Temer na abertura do evento como “uma segurança de como o governo considera prioritário o setor de tecnologia”.

Kassab ressaltou ainda que a tecnologia 5G e o Plano de Internet das Coisas (IoT) demonstram que o País se prepara  para a evolução em igualdade com outros mercados e para a competitividade global. Temer, por sua vez, destacou a relevância do SGDC para universalizar a banda larga e levar o atendimento à Educação e à Saúde até as áreas mais remotas da Amazônia e enfatizou: “estamos colocando o Brasil no século 21”.

Também participaram da solenidade de abertura o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, o presidente da Anatel, Juarez Quadros, e o organizador do Futurecom, Laudálio Veiga. Estiveram presentes o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, o Secretário de Política de Informática do MCTIC, Maximiliano Martinhão, e o Secretário de Telecomunicações, André Borges, além do presidente interino da Telebras, Jarbas Valente e do diretor Administrativo-Financeiro, Paulo Ferreira, do Gerente de Planejamento e Marketing, Luiz Fernando Ferreira Silva, além de José Ribamar e Abílio Gomes, gerente e coordenador de Projetos Especiais do Escritório Regional de São Paulo, respectivamente.

02 de outubro de 2017 – São Paulo.Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, ao lado do Presidente da República, Michael Temer, na cerimônia de abertura do FUTURECOM 2017. Foto Ivo Lima/MCTIC

 
Página 1 de 3123