Imprimir Imprimir

Engenheiros da Telebras participam, em Washington, do maior e mais importante evento do setor aeroespacial do mundo

15 de março de 2018

A semana é de aprendizado e troca de experiências internacionais para o gerente de Tecnologia e Soluções Satelitais da Telebras, Bruno Soares Henriques, e para o gerente de Engenharia e Operação de Satélites da Companhia, Sebastião do Nascimento Neto. Desde segunda-feira (12) eles estão em Washington, DC, nos Estados Unidos, participando do maior e mais importante evento do setor aeroespacial do mundo: a conferência Satellite 2018.

O evento reúne, até amanhã (16), líderes, empresários, executivos, engenheiros, profissionais, usuários e entusiastas da indústria que também envolve comunicações via satélite e tecnologias espaciais. Satellite mostra as tecnologias mais inovadoras e disruptivas (transformadoras), além de incentivar a troca de experiências entre os mais diversos players do mercado.

A Telebras, como operadora de satélites e também provedora de serviços de comunicação via satélite tem, a partir deste ano, relevante atuação no mercado brasileiro. Bruno e Sebastião buscam absorver as novidades e as melhores práticas de atuação no setor, bem como participam de reuniões com empresas, parceiros atuais e potenciais, além de instituições governamentais e regulatórias que farão com que a Telebras seja cada vez mais atuante neste setor tão importante para o desenvolvimento nacional.

“Aqui estamos acompanhando de perto a movimentação do mercado, os principais desafios e quais os rumos que devemos esperar para o futuro da Telebras e do SGDC. Também estamos debatendo e trocando experiências com operadores de outros países, que, assim como a Telebras, têm o objetivo de levar Internet banda larga aos lugares mais remotos de seus países com programas de educação e saúde”, comenta Sebastião do Nascimento Neto.

“Pudemos acompanhar diversos painéis sobre novas tecnologias que posicionarão a Telebras em um outro patamar a partir de agora. Estamos aproveitando a experiência dos exemplos de sucesso para aprender e aprimorar cada vez mais nossos projetos”, afirma Bruno Henriques.

“Neste ano, estamos acompanhando o lançamento de tecnologias inovadoras para os terminais satelitais, que poderão, inclusive, ser utilizados no SGDC em um futuro próximo. Além disso, avanços na fabricação de satélites, nos sistemas de radiofrequência, na capacidade de lançamento e nas possibilidades de redução de custos de operação foram observados, garantindo que podemos fazer uso de todo esse conhecimento adquirido para melhorar os resultados da empresa, acelerando a implantação do PNBL”, comenta Bruno.

“No caminho de novos investimentos foi observada uma tendência massiva no sentido da verticalização, ou seja, operador de satélite e prestador de serviço pela mesma empresa, mostrando que a Telebras está no caminho certo”, comemora Sebastião.

Mais informações em: http://2018.satshow.com/attend/

 

Deixe um comentário!

*required

XHTML: Pode usar as tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>